Se o desejo do mítico Steve Franks se realizar, “Psych: The Movie” será apenas o pontapé inicial para uma franquia de seis filmes. Sim, você leu certo! Seis filmes!

Quando decidiram encerrar Psych em 2014, Franks fez questão de escrever um final sem deixar pontas soltas, mas que arranjasse ganchos para eventualmente voltar a realizar não um, nem dois, mas seis filmes baseados na série que criou em 2005. E sua principal inspiração para um planejamento a longo prazo é nada menos que a franquia “Velozes e Furiosos“, que a cada filme arrecada ainda mais dinheiro que o antecessor, quebrando recordes e mais recordes à cada estréia.

Quando começaram, os filmes de Velozes e Furiosos eram simplesmente voltados ao mundo das corridas e, com o tempo, foram evoluindo. Viraram filmes de ação, assalto, resgates… E é isso o que planejo para Psych no futuro. Juntar a ação e comédia que estamos acostumados a ver na série, mas evoluir alguns pontos que não pudemos trabalhar durante as temporadas regulares. Fazer de fato um filme, e não apenas juntar dois episódios habituais de Psych“, diz Franks. “É divertido realizar uma série de TV, mas é ainda mais divertido escrever um roteiro em que sabemos que de fato é um filme“, complementa.

Franks já pensa em realizar pelo menos um segundo filme, o que seria uma boa oportunidade de enfim reunir todo o elenco da série. Como se sabe, Timothy Omundson – nosso eterno Carlton Lassiter – sofreu um leve derrame cerebral há um mês do início das filmagens de “Psych: The Movie” e não pôde estar junto do elenco durante o período das gravações em Vancouver, em maio deste ano.

Ainda assim, Franks e Roday arrumaram um jeito de incluir Tim no filme, embora seu papel tenha sido reduzido de uma maneira significativa para a trama. Em consequência disso, o roteiro foi todo reescrito para se passar em São Francisco ao invés da ensolarada Santa Barbara ao qual estamos acostumados.

De acordo com Franks, o segundo filme – se aprovado – incluirá uma forte presença de Lassiter, bem como terá Santa Barbara como seu palco principal, já que a idéia é utilizar todas as cenas na cidade escritas para “Psych: The Movie” que não puderam ser filmadas.

Escrevemos algumas coisas excelentes que se passariam em Santa Barbara enquanto Shawn e Gus estão em São Francisco, e poderemos utilizar boa parte disso em nosso segundo filme. Todas as cenas, palavra por palavra ao qual escrevemos, estarão lá“, diz um Franks bem confiante quanto ao retorno de Omundson. “A idéia é termos pelo menos uma cena neste segundo filme no qual todos os personagens poderão ser vistos na mesma sala“, resume Franks.

Embora este filme “não pareça completo“, como descreve Roday; nosso Shawn Spencer diz que a recuperação “notável” de Tim foi um impulso motivador para todo o elenco se esforçar ainda mais durante as filmagens.

Seria como ver um dos destaques do time ser cortado por lesão e o resto da equipe ter de se virar e se esforçar ainda mais pra ganhar o campeonato“, explica James. “Ele certamente esteve conosco o tempo todo em espírito, e por todos sentirmos isso, nos esforçamos dez vez mais que o comum para fazer deste um evento mais que especial. Sinto que sua energia e seu amor pelo nosso trabalho nos incentivaram muito pra tudo ter dado tão certo. Daria a ele o prêmio de MVP (“Jogador Mais Valioso do Campeonato”) mesmo sem ele estar lá“, finaliza Roday.

Ainda sobre o estado de saúde de Tim, Franks e Roday garantem que a recuperação de nosso eterno Carlton está indo muito bem. “Tim nos surpreendeu muito desde o início de sua luta. A boa notícia é que muito em breve ele estará chutando bundas e fazendo o que melhor sabe fazer“, elogia Franks.

Além de Roday, Dulé Hill, Maggie Lawson, Corbin Bernsen, Kirsten Nelson e Kurt Fuller também estão confirmados no elenco do filme, que estréia em dezembro, no canal USA Network. No painel da Comic Con, é esperada a revelação da tão aguardada data de estréia deste especial de duas horas. Dedos cruzados desde já!